8 min read

O ano mal começou, mas já tem boas novas para quem sempre esquece a carteira em casa: de acordo com um estudo espanhol, os brasileiros vão pagar muito mais digitalmente em 2019

A era tecnológica chegou de vez em solo brasileiro. Tanto que, este ano, o pagamento digital será a aposta da empresa espanhola Minsait, especializada em consultoria de transformação digital.

Segundo um estudo publicado há poucos dias, 56,9% dos consumidores brasileiros têm a intenção de usar algum tipo de aplicativo, como, por exemplo, a carteira virtual, para pagamentos em 2019.

A tendência se estende aos nossos vizinhos, que, igualmente, pretendem passar a usar os meios tecnológicos: o Peru sai à frente com 72,7%, seguido pela Colômbia (67,8%), Chile (63%) e Argentina (53,8%).

Em um País totalmente dependente dos cartões de crédito e débito (81,6% dos brasileiros os utilizam sempre ou quase sempre), a adesão digital pode travar uma disputa acirrada entre ambas as formas de pagamento.

Atualmente, 27,2% dos consumidores já dizem usar aplicativos como meio de pagamentos em estabelecimentos comerciais.

Em paralelo, 19,3% dos brasileiros afirmam utilizar soluções digitais P2P (sigla em inglês para peer-to-peer), que são transações diretas entre indivíduos via sistema online.

Mais tecnologia, mais facilidade

A pesquisa também lança luz sobre os códigos QR para a mesma finalidade. Para os especialistas, eles vêm sendo usados de forma mais recorrente em diversos países a fim de suprir problemas de infraestrutura e conectividade.

Países como os Estados Unidos e a China já aderiram ao movimento digital há mais tempo. Este último, inclusive, inclui ações que servem como exemplo para locais que ainda engatinham nesse assunto.

Universidades chinesas permitem que estudantes paguem desde a matrícula até lanches utilizando smartphones, através de QR Codes.

Essas ações, além de oferecerem mais facilidade para quem as usufrui, ajuda a reduzir despesas do lado que as oferecem.

De acordo com projeções do Banco Mundial, empresas e governos podem economizar até 75% com programas de pagamento digitais.

Para Yassuki Takano, diretor de consultoria da empresa Logicalis, as novas tecnologias vêm despertando a atenção dos empresários brasileiros.

“O mercado vem claramente demonstrando um interesse crescente no tema transformação digital, como mostramos na pesquisa IoT Snapshot, que está em sua 3ª edição este ano. O nível de importância atual cresce de 27% em 2016 para 40% em 2018, se considerarmos as repostas de importância alta e muito alta. Quando perguntados para um horizonte de tempo de 3 a 5 anos, esses índices crescem para 62% (3 a 5 anos a partir de 2016) e 81% (3 a 5 anos a partir de 2018)” diz.

Confiança na rede

No estudo espanhol, o Brasil também se destaca na categoria ‘compras online’, se posicionando no terceiro lugar em compradores virtuais, com 94,6%, ficando atrás apenas da Espanha (98%) e Portugal (95,1%). Além dos países europeus e da América do Sul, a análise inclui o México e a República Dominicana.

A maior confiança em comprar pela rede é demonstrada por 62,7% dos entrevistados no País, que consideram o cenário virtual totalmente ou bastante seguro para fazer compras.

Segundo Takano, o movimento tecnológico, como um todo, ganhará cada vez mais força no Brasil. “A transformação digital permite o suporte da tecnologia a elos da cadeia de valor antes inexplorados, ganhando uma penetração crescente nos processos de negócios. A tecnologia estará cada vez mais vinculada intrinsecamente à estratégia das empresas”, finaliza.

Fique atualizado com todos os nossos conteúdos

Redação
Redação Autor

Equipe responsável pela produção de matérias, artigos e curadoria de conteúdos e estudos sobre o universo digital.